Quarta-feira, 2 de Março de 2005

Historia (as) e a Perspectiva Eurocêntrica

Ao efectuar um estudo sobre o papel histórico da Ásia e da Europa na formação de um sistema económico mundial entre os séculos XVI e XVIII, deparei-me com uma problemática pertinente, que apesar de ser talvez já de “senso comum” e mesmo frequentemente analisada achei interessante partilhar, “Historia” ou “Historias”. E ainda a forte ligação da Historia com o cariz Eurocêntrico dos Historiadores e Investigadores. Debrucei-me então sobre algumas das mais importantes obras relacionadas com esta questão, e após alguma leitura constatei que desde Karl Marx e Max Weber, a Fernand Braudel a investigadores como Immanuel Wallerstein o Sistema Económico Mundial, surgimento e sua dinâmica é perspectivada de uma forma Eurocêntrica, na qual a Europa é sempre excepcional e a única “capaz” de provocar tais importantes acontecimentos, como o surgimento da Economia-Mundo. A nítida segmentação da complexa realidade económica mundial é flagrante na abordagem destes investigadores! Tentam desfragmentar ao máximo todos os pormenores que envolvem o sistema económico mundial, na tentativa de facilitar a sua análise, mas no entanto, o que acontece é que o simplificam e esquematizam. Mas à sobrevalorização da Europa, em autores como Andre Gunder Frank, contrapõe-se uma sobrevalorização do mundo Asiático, demonstrando o total “desprezo” pelo cariz eurocêntrico das teorias comummente aceites sobre a realidade económica do sistema mundial. Delineavam-se assim, ao longo da minha leitura dos referidos autores, várias “verdades”/perspectivas (“historias”) sobre a suposta “realidade” (“historia”) que devia analisar. Surgia então a questão: mas afinal o que aconteceu?! Tratava-se claramente de um tema que devia ser abordado de forma diversa, já que não me era exequível efectuar uma estudo concreto e objectivo de todo o processo do sistema económico Asiático e Europeu. Não me era possível, portanto, falar do assunto de forma única! O que responder?! Como me apareciam várias “realidades” sobre uma única “realidade”, tentei transmitir de certa forma as várias perspectivas sobre o objecto em estudo, expondo algumas contidas opiniões próprias! Mas será que com isto respondi à pergunta (“o papel histórico da Ásia e da Europa na formação de um sistema económico mundial entre os séculos XVI e XVIII”)?!?
por A. R. às 15:03
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

..podplayer

Podtrac Player

Insira o seu email:

Delivered by FeedBurner

.posts recentes

. Conheça o novo Caco

. Conferências de Arqueolog...

. Natal do Livro no MNA

. Percepção...

. Lançamento de livro

. Prospecção...

. PRACE

. Graça Morais na Fundação ...

. No Mosteiro de S. Martinh...

. Skull Illusions #001

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.links

Divulgue o seu blog!
blogs portugueses actualizados
Estou no Blog.com.pt
My Odeo Podcast
blogs SAPO

.subscrever feeds