Quarta-feira, 24 de Agosto de 2005

title

Antes de mais, esta lista não pretender ser "a lista" de materiais para prospecção. É uma lista resultante de uma meia-hora de reflexão acerca do assunto.
Distinguir o essencial do acessório foi o desafio, mas como tudo, aquilo que é indispensável para mim pode ser perfeitamente dispensável para os outros, e vice-versa.
Assim temos:
  1. Máquina fotográfica digital.
  2. Cartões de memória suficientes para qualquer eventualidade.
  3. Pelo menos 4 kits de pilhas (carregadas e não incluíndo as que estão na máquina) para a máquina fotográfica.
  4. Carregador de pilhas com adaptador para o isqueiro do automóvel.
  5. Cartografia militar M888, à escala 1:25.000 e M782 à escala 1:50.000.
  6. Cartografia geológica à escala 1:50.000
  7. Cartografia cadastral à escala 1:5.000 ou 1:10.000 das áreas que se vai prospectar.
  8. Escala de coordenadas em plástico transparente.
  9. Canetas de acetado de diversas cores e bicos de diferentes tamanhos.
  10. Caneta de filtro à prova de água.
  11. Lapiseira 0,5mm ou 0,7 mm.
  12. Borrachas.
  13. Caderno de campo (a gosto, pois existem vários modelos possíveis).
  14. Papel milimétrico (A4 e/ou A3).
  15. Rolo de papel de poliéster.
  16. Duas escalas em madeira ou outro qualquer material. Uma com, por exemplo, 10 cm e outro com 40 ou 50 cm. Em alternativa, bandeirólas.
  17. Bússola para orientação, de fundo em acrílico transparente, com escalas e mira de azimutes.
  18. Fitas métricas de 8 metros (metálica) e de 50 metros (em pano ou plástico).
  19. Novelo de fio de nylon fino, de cor branca ou amarela.
  20. Cavilhas de metal
  21. Sacos de plástico de diversas dimensões e com fecho hermético na boca (ter alguns previamente prefurados para evitar a condensação interior quando fechados).
  22. Nivel de bolha de tamanho médio.
  23. Colherim, enxó de cabo extensível, pequeno machado (há quem prefira catana), pinceis de diversos tamanhos e tesoura de podar pequena ou média.
  24. Lanterna.
  25. Mochila, no mínimo de 40 litros, de tecido resistente e impermeável... para levar esta tralha toda...
Para os mais arrojados, e que levam a coisa mesmo a peito, pode-se incluír material de campismo, desde uma tenda iglo (por ser mais leve) e um pequeno fogãozinho para um café quente, um GPS, e por aí fora...
Não incluí o veiculo de transporte porque esse é demasiado óbvio, seja ele todo-terreno ou não.
Aqui está uma lista, certamente muito incompleta, mas que penso reúne o mínimo dos mínimos.
Se quiserem ajudar nesta lista, façam-no nos comentários... eu agradeço :)
Já agora, aqui fica o "SURVIVAL GUIDE FOR ARCHAEOLOGICAL PROJECTS" do University College of London.
por A. R. às 09:49
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Conheça o novo Caco

. Conferências de Arqueolog...

. Natal do Livro no MNA

. Percepção...

. Lançamento de livro

. Prospecção...

. PRACE

. Graça Morais na Fundação ...

. No Mosteiro de S. Martinh...

. Skull Illusions #001

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds